MEDITAR FAZ BEM

Um Evangelho poderoso

March 05, 2020 Carlos Elias
MEDITAR FAZ BEM
Um Evangelho poderoso
Chapters
MEDITAR FAZ BEM
Um Evangelho poderoso
Mar 05, 2020
Carlos Elias

UM EVANGELHO PODEROSO

“Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê; primeiro do judeu, e também do grego” (Romanos 1.16).

Uma grande verdade apresentada por Paulo em sua carta aos Romanos é a absoluta incapacidade do homem salvar-se a si mesmo de seu pecado e de sua consequente condenação.

Essa confrontadora verdade consegue humilhar os homens e exaltar o poder do Evangelho para a salvação de todo aquele que crê. O que para os homens é absolutamente impossível, graças ao Evangelho é perfeitamente possível para Deus.

A Escritura está repleta de demonstrações do poder de Deus. Contudo, nenhuma demonstração de força divina, pode ser comparada com a revelação contida no Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo. É por isso que Paulo se refere ao Evangelho como “o poder de Deus”.

Essa expressão “poder” vem originalmente do grego dúnamis. Paulo empresta essa palavra das referências sobre o poder de Deus contidas no Velho Testamento. Uma referência a mão forte de Deus na condução da história redentora do seu povo Israel. Sempre nesses textos do Antigo Testamento, o povo era lembrado que todo o seu livramento era uma obra de Deus e não deles.

O Evangelho está firmado no mesmo poder pelo qual Deus trouxe a existência o mundo, e no mesmo poder que ressuscitou Jesus dentre os mortos.

Diante de tão grande poder, sou levado a concluir que a salvação é uma tarefa possível somente para Deus e mais ninguém. Assim como Josué não poderia destruir as paredes que cercavam a cidade de Jericó, assim também, as paredes que cercam o coração do homem são impenetráveis humanamente falando. Só o poder de Deus pode realizar tamanha obra.

Assim sendo, nossa salvação e consequentemente nossa gratidão precisam estar alicerçadas nesse poderoso Evangelho que é o único capaz de nos salvar.

Rendei graças ao Senhor por tão grande e poderosa salvação.

Deus seja louvado!

Carlos E S Santos.

Show Notes

UM EVANGELHO PODEROSO

“Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê; primeiro do judeu, e também do grego” (Romanos 1.16).

Uma grande verdade apresentada por Paulo em sua carta aos Romanos é a absoluta incapacidade do homem salvar-se a si mesmo de seu pecado e de sua consequente condenação.

Essa confrontadora verdade consegue humilhar os homens e exaltar o poder do Evangelho para a salvação de todo aquele que crê. O que para os homens é absolutamente impossível, graças ao Evangelho é perfeitamente possível para Deus.

A Escritura está repleta de demonstrações do poder de Deus. Contudo, nenhuma demonstração de força divina, pode ser comparada com a revelação contida no Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo. É por isso que Paulo se refere ao Evangelho como “o poder de Deus”.

Essa expressão “poder” vem originalmente do grego dúnamis. Paulo empresta essa palavra das referências sobre o poder de Deus contidas no Velho Testamento. Uma referência a mão forte de Deus na condução da história redentora do seu povo Israel. Sempre nesses textos do Antigo Testamento, o povo era lembrado que todo o seu livramento era uma obra de Deus e não deles.

O Evangelho está firmado no mesmo poder pelo qual Deus trouxe a existência o mundo, e no mesmo poder que ressuscitou Jesus dentre os mortos.

Diante de tão grande poder, sou levado a concluir que a salvação é uma tarefa possível somente para Deus e mais ninguém. Assim como Josué não poderia destruir as paredes que cercavam a cidade de Jericó, assim também, as paredes que cercam o coração do homem são impenetráveis humanamente falando. Só o poder de Deus pode realizar tamanha obra.

Assim sendo, nossa salvação e consequentemente nossa gratidão precisam estar alicerçadas nesse poderoso Evangelho que é o único capaz de nos salvar.

Rendei graças ao Senhor por tão grande e poderosa salvação.

Deus seja louvado!

Carlos E S Santos.