MEDITAR FAZ BEM

Um Evangelho para todos

March 10, 2020 Carlos Elias
MEDITAR FAZ BEM
Um Evangelho para todos
Chapters
MEDITAR FAZ BEM
Um Evangelho para todos
Mar 10, 2020
Carlos Elias

UM EVANGELHO PARA TODOS

“Para que também desse a conhecer as riquezas da sua glória nos vasos de misericórdia, que para glória já dantes preparou, Os quais somos nós, a quem também chamou, não só dentre os judeus, mas também dentre os gentios?”. (Romanos 9.23-24).

Ao longo da história, dois grupos distintos compunham o mundo: os descendentes de Abraão e todos os outros.

Aqueles eram israelitas, os quais receberam a adoção como filhos, as alianças, a lei, o templo e as promessas. Estes eram os gentios, que experimentaram a vaidade de pensamento, a dureza de coração e a exclusão da vida de Deus.

Eles eram polos opostos e não tinham nada em comum a não ser a sua humanidade.

Contudo, numa terrível sexta-feira, tudo mudou para ambos os povos. O Salvador de todos os povos entregou sua vida na cruz do calvário. Por meio de sua vida, morte e ressurreição, judeus e gentios foram reconciliados com Deus.

“E, vindo, ele evangelizou a paz, a vós que estáveis longe (gentios), e aos que estavam perto (judeus); Porque por ele ambos (judeus e gentios) temos acesso ao Pai em um mesmo Espírito. Assim que já não sois estrangeiros, nem forasteiros, mas concidadãos dos santos, e da família de Deus”. (Efésios 2:17-19).

Na morte de Cristo, a porta da salvação foi aberta para todos os povos. Deus abriu a porta da salvação para toda tribo, língua, povo e nação por um preço muito alto: o precioso sangue de Jesus seu filho.

Porque Deus providenciou um evangelho para todos?

“O Senhor não tomou prazer em vós, nem vos escolheu, porque a vossa multidão era mais do que a de todos os outros povos, pois vós éreis menos em número do que todos os povos; Mas, porque o Senhor vos amava...”. (Deuteronômio 7:7,8).

O plano todo é consequência do amor de Deus: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”. (João 3:16).

O amor e a graça salvadora são uma obra exclusivamente de Deus. O Evangelho é uma providência divina todos os homens.

Louvemos a Deus por tão grande salvação.

Carlos E. S Santos.

Show Notes

UM EVANGELHO PARA TODOS

“Para que também desse a conhecer as riquezas da sua glória nos vasos de misericórdia, que para glória já dantes preparou, Os quais somos nós, a quem também chamou, não só dentre os judeus, mas também dentre os gentios?”. (Romanos 9.23-24).

Ao longo da história, dois grupos distintos compunham o mundo: os descendentes de Abraão e todos os outros.

Aqueles eram israelitas, os quais receberam a adoção como filhos, as alianças, a lei, o templo e as promessas. Estes eram os gentios, que experimentaram a vaidade de pensamento, a dureza de coração e a exclusão da vida de Deus.

Eles eram polos opostos e não tinham nada em comum a não ser a sua humanidade.

Contudo, numa terrível sexta-feira, tudo mudou para ambos os povos. O Salvador de todos os povos entregou sua vida na cruz do calvário. Por meio de sua vida, morte e ressurreição, judeus e gentios foram reconciliados com Deus.

“E, vindo, ele evangelizou a paz, a vós que estáveis longe (gentios), e aos que estavam perto (judeus); Porque por ele ambos (judeus e gentios) temos acesso ao Pai em um mesmo Espírito. Assim que já não sois estrangeiros, nem forasteiros, mas concidadãos dos santos, e da família de Deus”. (Efésios 2:17-19).

Na morte de Cristo, a porta da salvação foi aberta para todos os povos. Deus abriu a porta da salvação para toda tribo, língua, povo e nação por um preço muito alto: o precioso sangue de Jesus seu filho.

Porque Deus providenciou um evangelho para todos?

“O Senhor não tomou prazer em vós, nem vos escolheu, porque a vossa multidão era mais do que a de todos os outros povos, pois vós éreis menos em número do que todos os povos; Mas, porque o Senhor vos amava...”. (Deuteronômio 7:7,8).

O plano todo é consequência do amor de Deus: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”. (João 3:16).

O amor e a graça salvadora são uma obra exclusivamente de Deus. O Evangelho é uma providência divina todos os homens.

Louvemos a Deus por tão grande salvação.

Carlos E. S Santos.