MEDITAR FAZ BEM

O Evangelho da Graça

March 11, 2020 Carlos Elias
MEDITAR FAZ BEM
O Evangelho da Graça
Chapters
MEDITAR FAZ BEM
O Evangelho da Graça
Mar 11, 2020
Carlos Elias

O EVANGELHO DA GRAÇA

“Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus”. (Romanos 3.24).

Graça é a Palavra mais importante do cristianismo. O que há de mais maravilhoso em nossa salvação é que ela é pela graça de Deus. Essa é a notícia mais importante do Evangelho de Deus.

Quando a Bíblia diz que fomos justificados gratuitamente pela graça, ela utiliza o advérbio grego doréan, que significa “imerecidamente ou sem causa”.

Essa palavra foi utilizada pelo Senhor Jesus Cristo para mostrar que a hostilidade do mundo em relação a Ele, foi completamente imerecida: “Odiaram-me sem causa” (João 15.25).

O Evangelho da graça anuncia que nós não ganhamos nossa justificação por nossos próprios méritos. Não foram valores inerentes nem mérito pessoal que moveram Deus para nos salvar. Foi sua graça, apenas isso!

Em que reside o fundamento e a esperança de um cristão, quando o assunto é a sua salvação?

Para o verdadeiro cristão a sua esperança de salvação é fundamentada na virtude e no mérito de outro: Jesus Cristo o Senhor.

Qualquer pessoa que procura em seus méritos um caminho para Deus, ou procura relacionar-se com Ele baseado em sua justiça diante de Deus, não entendeu quem Deus é, e nem tão pouco quem é ele mesmo. Pessoas assim, carecem de uma renovada conscientização do que a graça de Deus realmente é.

A salvação do crente, é um presente de Deus, vem por meio da redenção possibilitada pela pessoa e pela obra de Jesus. Embora nos seja oferecida gratuitamente, devemos sempre nos lembrar do alto preço que foi pago por Jesus.

“Pois vocês sabem que não foi por meio de coisas perecíveis como prata ou ouro que vocês foram redimidos da sua maneira vazia de viver que lhes foi transmitida por seus antepassados, mas pelo precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro sem mancha e sem defeito”. (1 Pedro 1.18,19).

De forma simples, despretensiosa e muito poderosa, John Newton nos inspira a cantar e a louvar a Deus por tão maravilhosa graça: “A graça eterna de Jesus, que veio me libertar, a mim tão grande pecador, ó graça singular”.

Louvado seja Deus!

Carlos E S Santos.

Show Notes

O EVANGELHO DA GRAÇA

“Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus”. (Romanos 3.24).

Graça é a Palavra mais importante do cristianismo. O que há de mais maravilhoso em nossa salvação é que ela é pela graça de Deus. Essa é a notícia mais importante do Evangelho de Deus.

Quando a Bíblia diz que fomos justificados gratuitamente pela graça, ela utiliza o advérbio grego doréan, que significa “imerecidamente ou sem causa”.

Essa palavra foi utilizada pelo Senhor Jesus Cristo para mostrar que a hostilidade do mundo em relação a Ele, foi completamente imerecida: “Odiaram-me sem causa” (João 15.25).

O Evangelho da graça anuncia que nós não ganhamos nossa justificação por nossos próprios méritos. Não foram valores inerentes nem mérito pessoal que moveram Deus para nos salvar. Foi sua graça, apenas isso!

Em que reside o fundamento e a esperança de um cristão, quando o assunto é a sua salvação?

Para o verdadeiro cristão a sua esperança de salvação é fundamentada na virtude e no mérito de outro: Jesus Cristo o Senhor.

Qualquer pessoa que procura em seus méritos um caminho para Deus, ou procura relacionar-se com Ele baseado em sua justiça diante de Deus, não entendeu quem Deus é, e nem tão pouco quem é ele mesmo. Pessoas assim, carecem de uma renovada conscientização do que a graça de Deus realmente é.

A salvação do crente, é um presente de Deus, vem por meio da redenção possibilitada pela pessoa e pela obra de Jesus. Embora nos seja oferecida gratuitamente, devemos sempre nos lembrar do alto preço que foi pago por Jesus.

“Pois vocês sabem que não foi por meio de coisas perecíveis como prata ou ouro que vocês foram redimidos da sua maneira vazia de viver que lhes foi transmitida por seus antepassados, mas pelo precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro sem mancha e sem defeito”. (1 Pedro 1.18,19).

De forma simples, despretensiosa e muito poderosa, John Newton nos inspira a cantar e a louvar a Deus por tão maravilhosa graça: “A graça eterna de Jesus, que veio me libertar, a mim tão grande pecador, ó graça singular”.

Louvado seja Deus!

Carlos E S Santos.