MEDITAR FAZ BEM

Paciência, tolerância e perdão

March 25, 2020
MEDITAR FAZ BEM
Paciência, tolerância e perdão
Chapters
MEDITAR FAZ BEM
Paciência, tolerância e perdão
Mar 25, 2020
Carlos Elias

PACIÊNCIA, TOLERÂNCIA E PERDÃO

“Por isso mesmo, empenhem-se para acrescentar à sua fé a virtude; à virtude o conhecimento; ao conhecimento o domínio próprio; ao domínio próprio a perseverança; à perseverança a piedade; à piedade a fraternidade; e à fraternidade o amor” (2 Pedro 1:5-7).

Quando nos deixamos cegar pelo egoísmo, perdemos um grande privilégio de experimentar e compartilhar o amor enquanto caridade. Me refiro a caridade enquanto o amor em ação.

O egoísmo anula em todo o ser humano a sua capacidade de perdoar, de ser paciente e tolerante.  

O egoísta se agarra sempre ao discurso do “se”:

- Se eu tivesse tido mais sorte com meus filhos, eu conseguiria amá-los perfeitamente.

- Se meu marido fosse mais atencioso, menos preguiçoso, menos extravagante as coisas teriam dado certo.

- Se meus pais não fossem tão infernalmente chatos e pão-duros seria mais fácil amá-los.

O que devemos considerar neste amontoado de “Se”, é que em todas essas pessoas que citamos e inclusive no egoísta, estão faltando algumas virtudes: paciência, tolerância e perdão.

Todos precisam amar essas virtudes, antes mesmo de prática-las. Sem qualquer uma dessas virtudes a vida vai sendo inviabilizada aos poucos.

Paciência, tolerância e perdão têm o poder de transformar as pessoas e consequentemente os seus relacionamentos.

Deixe Deus transformar tudo o que você sabe, ou acha que sabe sobre o amor, em caridade. Pratique: paciência, tolerância e perdão.

Deus é amor! Quando Deus está no controle da situação, tudo fica muito mais fácil.

Deus te abençoe!

Carlos E S Santos.

Show Notes

PACIÊNCIA, TOLERÂNCIA E PERDÃO

“Por isso mesmo, empenhem-se para acrescentar à sua fé a virtude; à virtude o conhecimento; ao conhecimento o domínio próprio; ao domínio próprio a perseverança; à perseverança a piedade; à piedade a fraternidade; e à fraternidade o amor” (2 Pedro 1:5-7).

Quando nos deixamos cegar pelo egoísmo, perdemos um grande privilégio de experimentar e compartilhar o amor enquanto caridade. Me refiro a caridade enquanto o amor em ação.

O egoísmo anula em todo o ser humano a sua capacidade de perdoar, de ser paciente e tolerante.  

O egoísta se agarra sempre ao discurso do “se”:

- Se eu tivesse tido mais sorte com meus filhos, eu conseguiria amá-los perfeitamente.

- Se meu marido fosse mais atencioso, menos preguiçoso, menos extravagante as coisas teriam dado certo.

- Se meus pais não fossem tão infernalmente chatos e pão-duros seria mais fácil amá-los.

O que devemos considerar neste amontoado de “Se”, é que em todas essas pessoas que citamos e inclusive no egoísta, estão faltando algumas virtudes: paciência, tolerância e perdão.

Todos precisam amar essas virtudes, antes mesmo de prática-las. Sem qualquer uma dessas virtudes a vida vai sendo inviabilizada aos poucos.

Paciência, tolerância e perdão têm o poder de transformar as pessoas e consequentemente os seus relacionamentos.

Deixe Deus transformar tudo o que você sabe, ou acha que sabe sobre o amor, em caridade. Pratique: paciência, tolerância e perdão.

Deus é amor! Quando Deus está no controle da situação, tudo fica muito mais fácil.

Deus te abençoe!

Carlos E S Santos.

×

Listen to this podcast on